Bilhete de desculpas

Perdoe minha aspereza no trato;
é fato que posso ser truculenta,
mas ainda é possível enxergar no fundo
algum tipo de gesto amável.

Desculpe a sequidão do meu jeito;
ninguém é perfeito, eu então!
Mas se não te ignoro é porque te amo,
é porque me importo!
Mesmo de um jeito torto...

Sei que eu poderia ser melhor;
mas, o que fazer se isso é processo
de uma vida inteira?

Comentários

  1. Está perdoada por escrever tão lindamente!
    Beijos,
    Marcos Mendes

    ResponderExcluir
  2. Está definitivamente perdoada.
    Quase um ato de reverência é o que minha interpretação pretende.
    Eu te vejo.
    Eu te respeito.
    Te adoro.
    Te amo, amiga.

    ResponderExcluir
  3. Lindo bilhete!

    Mas não mais
    se desculpe por amar...
    Não creio que haja
    um "jeito torto".
    Apenas pequenos detalhes
    a serem aperfeiçoados
    em toda e qualquer personalidade.

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  4. Muito lindOOO... desculpas..por que? por ser assim com és... diferente e única..especial e adorável... a hipocresia é um dos maiores defeitos da humanidade...o que adianta finge amor se no fundo só há vazio...o mais importante é sentir amor e destribuir amor...mas sem se perder...sem perde sua essência...!


    Nunca se desculpe, por ser como és...perdão...tem que pedir as pessoas que não conseguem compreender que o ser humano é mais que uma aparência a ser julgada...!



    Vc é demais..!


    bjus.


    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Imperativos